Sexta-feira, 14 de junho de 2024

Sexta-feira, 14 de junho de 2024

Voltar Anne Hathaway e Emily Blunt relembram gravação de “O Diabo Veste Prada”

Anne Hathaway e Emily Blunt se reuniram para o quadro “Actors on Actors” da revista Variety e relembraram os bastidores do filme “O Diabo Veste Prada” (2006) e como foi trabalhar ao lado de Meryl Streep, no papel de Miranda Priestley.

“Eu era tão inexperiente ao entrar naquela situação. E você foi como o abraço mais caloroso. Mesmo que você fosse uma estrela de cinema colossal naquela época, você me tratou como uma igual”, disse Emily Blunt à Anne Hathaway.

Blunt ainda acrescentou: “Tivemos uma explosão de alegria com aquele filme. Não sei se algum de nós sabia que se tornaria o que se tornou. [O filme] É citado para mim toda semana. Será sempre o filme que mudou minha vida.”

As duas leram algumas das frases icônicas do filme e relembraram as gravações ao lado de Meryl Streep. “Me lembro de ver Meryl improvisar 18 falas diferentes na hora. Stanley Tucci estava fazendo o mesmo, e você. Eu era como uma aluna do jardim de infância que pensava: ‘Como eles são tão bons?’”, disse Hathaway.

“Você sabe, eu acho que [Meryl] sempre quis se divertir conosco. Mas ela se mantinha tão no personagem”, acrescentou Hathaway.

Blunt então lembrou que Streep estava utilizando o método de atuação enquanto fazia uma das chefes mais temidas e arrogantes do cinema em “O Diabo Veste Prada”, técnica que consiste em permanecer no personagem durante todo o período de gravação do filme, mesmo quando as câmeras já estão desligadas.

“Você sabia que ela nunca mais atuou com o método desde então? Ela disse que isso a deixou muito infeliz, porque estávamos todos dando uma festa do outro lado do set. Ela disse: ‘Não farei isso de novo’”, acrescentou Blunt.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Embalos & Loterias